sábado, 30 de abril de 2016

CARTA ABERTA PARA O JÔ SOARES, TEXTO MARAVILHOSO!

Carta aberta:
CARO JÔ SOARES,
Foi comovente seu discurso de ontem. A voz embargada e o choro contido foram um espetáculo à parte. Sua defesa irascível à atitude do José de Abreu e à liberdade de ir e vir do Chico Buarque foi quase convincente.
Confesso, Jô, que eu lhe admirava. Há anos atrás, na minha época de estudante secundarista, mantinha-me acordado para assistir o seu programa. Admirava-o por considera-lo um homem de inteligência ímpar. Esse mesmo motivo, hoje, me faz despreza-lo, afinal, o socialismo só pode ser defendido por 2 motivos: ignorância ou mau-caratismo. Considerando a sua inegável inteligência, só nos resta a segunda opção.
"Feliz o país que tem Chico". Será? Será, hoje, o Brasil um lugar feliz? Fale de felicidade para os enfermos do SUS, para as vítimas da violência, para os desempregados pela política econômica desastrosa. Fale de felicidade para os policias presos por cumprirem seu dever, para os professores agredidos em sala de aula, para os médicos que choram (de verdade) por não terem meios de salvar seus pacientes nos rincões do país.
Feliz o país que tem Mário, o soldado explodido pela guerrilha de Dilma Rousseff, que não pestanejou ao entrar na frente do carro bomba para cumprir seu dever. Feliz o país que tem Amado, artista do povo que, mesmo preso pelo regime militar, disse verdade sobre o cárcere, sem demagogia. Feliz o país que tem Carlos, Brilhante, coronel que levou à cabo sua missão, defendeu a democracia e hoje é condenado (sem processo) pelos bandidos de outrora.
Se o "cansaço" de José de Abreu o habilita para cuspir na cara de cidadãos, o que o cansaço do povo nos habilita a fazer? O povo CANSOU. Cansou de ser enganado, espoliado, manipulado. Cansou de ser pacífico, cansou da vida de gado, de pão e circo. O povo acordou, Jô, e vocês sabem disso.
Feliz é o povo que sabe que o Brasil é NOSSO e que luta, com todas as forças para que ninguém tire de nós. Feliz o país que é, sim, intolerante com os falsos tolerantes, com os hipócritas, com os vendidos, com os manipuladores. Feliz o país que sabe que Chicos, Josés e Jôs não trazem felicidade nenhuma. Hoje, estamos nos transformando em um país feliz. Um país com um povo consciente, que não depende dos falsos intelectuais, bobos da corte, para dizer-nos como pensar. A época de vocês passou, mas não precisa chorar, Jô. Como diria a inesquecível Ingrid Bergman: Vocês sempre terão Paris.

Felipe Fiamenghi

terça-feira, 26 de abril de 2016

SHOW DE FESTA

Neste domingo, 24 de abril, muito sol, um calor de verão aconteceu no Sambaqui a famosa Festa do Maracujá. Um show de festa organizada por toda a comunidade da Capela Nossa Senhora da Glória. Uma costela sensacional (assadores de renomada notoriedade), boa música, a guarnição da mesa perfeita (parabéns as cozinheiras), bebida muito gelada apesar do movimento intenso e do calor  e muita gente gente, milhares de pessoas participaram do evento, num belo e bem cuidado barracão. Muitos colaboradores ajudaram a festa ser o sucesso que foi. Não vou citar nomes para não cometer injustiças. Parabéns a todos os envolvidos e mais que isso, aquelas pessoas mostraram o que é possível fazer com baixo orçamento, muita criatividade e principalmente muita lisura no trato dos recursos empregados. E como não poderia deixar de acontecer, muitos políticos locais participando do evento, muita conversa, e até algumas confidencias impublicáveis, aliá esse foi o toque apimentado da festa. Parabéns a todos, organizadores, trabalhadores voluntários ou não, músicos, pessoal de apoio, limpeza, e a todos aqueles que foram até o Sambaqui curtir essa linda festa.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

21 de abril....Dia de Tiradentes



Durante o Século 18, o Brasil-Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal. Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso País e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto". Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro. O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam "O Quinto dos Infernos". E isso virou sinônimo de tudo que é ruim. A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama". Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT, a carga tributária brasileira chegou ao final do ano de 2011 a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção. Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos... Para quê? Para sustentar a corrupção?
Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do "quinto dos infernos" para sustentar tudo isto, que nos custa (já feitas as atualizações) o dobro do que custava toda a Corte Portuguesa! E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a metade dos impostos que pagamos atualmente.




ONDE FOI QUE EU ERREI I


A partir de hoje o blog vai publicar uma série de textos com a intenção de ajudar o eleitor a escolher o seu candidato a Prefeito. E o primeiro tema escolhido foi o candidato do rádio e da TV. Antes de qualquer coisa sempre é bom lembrar que o candidato do rádio ou da TV são pessoas normais, passíveis de erros como qualquer um de nós. O candidato que é locutor de rádio entra na casa do eleitor com aquela voz espetacular, que toca o coração, sempre com palavras bonitas, buscando comover o radio ouvinte, levando o as lágrimas se possível para depois através de palavras bem colocadas, estudadas previamente devolver lhe a sensação de felicidade se transformando num verdadeiro arauto da alegria. Pois é essa voz que vai pedir os votos do eleitor, vai produzir no eleitor um sentimento de gratidão, pois várias daquelas manhãs o eleitor estava triste, desconsolado, já sem esperança e aquela bela voz trouxe a alegria e a esperança de volta. Temos também o nosso herói da TV, aquele cidadão que entra todos os dias na sua casa, impecavelmente  vestido, bem penteado, sem um fio fora do lugar, maquiado, agindo com coragem contra o governo, batendo duro nos problemas da cidade. E o cidadão  projeta no homem da TV a sua vontade, um sentimento de inveja boa de “eu queria ser aquele cara”. Enquanto o eleitor esta no seu trabalho, dando um duro para sobreviver, às vezes sujo, suando, as mulheres cuidando de filhos e da sua casa numa jornada dupla cruel, lá esta o homem da TV, bonitão, bem vestido, quase dando para sentir o seu perfume nas telas da TV.  Mas quem são eles, o homem da TV, o  locutor de rádio, qual a experiência deles na condução de um município como administrador. A literatura política traz relatos de muitos destes heróis de rádio e TV que venceram eleições com belas votações o no final fracassaram de forma retumbante como administradores. Um caso é do Prefeito radialista da cidade de São Bento, Paraíba, locutor da Rádio São Bento FM, foi cassado e inelegível por 8 anos, com pouco mais de 2 anos de governo de acordo com a Lei da Ficha Limpa. Outro caso de radialista que virou prefeito e acabou cassado meses depois foi prefeito de Cáceres, MT,  radialista da Radio Jornal de Cáceres. De forma alguma estou pré julgando jornalistas de rádio e televisão. Apenas entendo que o cuidado tem que ser redobrado, afinal quem pede o voto ao eleitor é o personagem especialista em vender ilusões, quem administra a realidade da cidade é o homem. Neste momento de falência moral do universo político onde muito poucos se salvam todo o cuidado na escolha daquele que vai governar sua cidade é pouco.

terça-feira, 19 de abril de 2016

OBRA INÚTIL, O RISCO CONTINUA!

ROTATÓRIA, A OBRA INÚTIL!


Nesta segunda feira, por volta do meio dia uma carreta bi trens atropelou e quase matou mais um cidadão de Morretes. No acidente o atropelado teve sua perna amputada. Seria uma  notícia trágica  se não fosse anunciada. O volume de caminhões pesados que trafegam dentro de nossa cidade transformaram um trecho de la numa extensão de uma rodovia federal. Acidentes tem acontecido e vão continuar acontecendo sob os olhares coniventes do nosso Prefeito e seus vereadores amestrados.Agora mesmo os vereadores autorizaram uma obra inútil, perdulária que deverá custar mais de 253 mil reais mas que não resolve em nada a questão da segurança naquele local. Vai ajudar o acesso ao posto de combustível que existe ali naquele local. Os super caminhões vão continuar passando por ali pondo em risco as crianças dos dois maiores colégios da cidade, os usuários do hospital e dos laboratórios de coleta médica, os usuários da Igreja Matriz, pois ali não existem calçadas seguras, algumas com menos de 80 cm mas com postes de 40 cm, obrigando a quem tem necessidades especiais para se locomover a usar a pista de rolamento dividindo o espaço com os gigantescos caminhões de 70, 80 toneladas. Mas os vereadores da base amestrada sem se preocupar com a população e suas necessidades, apenas cumprindo o rito de quatro anos, que foi de servir o prefeito, autorizaram a obra com cunho apenas eleitoreiro, sem nenhuma finalidade prática. Mas esse é o governo Helder, o que menos importa a ele são as necessidades do povo. Esperamos uma pronta recuperação do amigo Caju, e que um dia alguém que comanda Morretes entenda a inviabilidade  de manter este tráfego pesado dentro da nossa cidade. As tragédias vão continuar, o sangue do nosso povo vai continuar sendo espalhado pelo asfalto. Esta chegando a hora do povo organizado colocar as mãos neste problema. Reitero o que disse aqui, as responsabilidades não são só dos prefeitos, a omissão dos vereadores conta muito nesta hora. Outubro vem aí, firme e forte!

domingo, 17 de abril de 2016

A CASA ESTA CAINDO.....

Denúncia de compra de voto:

Lula pode ser preso, PF vigia hotel. 

O líder do DEM na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), disse neste sábado que os líderes dos partidos de oposição decidiram apresentar denúncia de corrupção ativa e passiva à Polícia Federal contra integrantes dos governos federal e estaduais que oferecem benefícios políticos aos deputados que votarem a favor da presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment.

A denúncia é mais uma a constar da folha corrida do ex-presidente Lula que vê sua situação criminal se agravar e a iminente prisão. No caso da deposição de Dilma, a força política do ex-presidente diminui muito. Fontes dão conta que a PF monta "campana" em frente ao hotel em Brasília onde Lula está hospedado para evitar uma possível fuga.

A oposição precisa obter 342 votos entre os 513 deputados para aprovar o relatório que autoriza a abertura do processo de impedimento na Câmara e envia o caso para o Senado.

Na lista de potenciais denunciados está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os governadores que vierem a Brasília participar das negociações e demais agentes de órgãos federais envolvidos nas eventuais conversas do governo. “A guerra é válida dentro do limite da lei. Quando ultrapassada essa barreira, é o vale-tudo que não queremos entrar, é a barbárie”, disse Avelino.

Segundo o deputado, a denúncia será apresentada assim que os advogados dos partidos concluírem a peça de acusação. Além do DEM, apoiam a iniciava PPS, PTB, PSDB e PSC. “Desde ontem o governo tem partido para uma disputa desleal. Ainda continuamos com 364 votos, perdemos dois ou três que estavam entre os indecisos. O governo está criando factóides na imprensa”, disse em entrevista no Salão Verde da Câmara dos Deputados.

sexta-feira, 15 de abril de 2016